terça-feira, 25 de dezembro de 2012

....

Não me julgues se por momentos o medo de te perder for mais forte, e pregar mais alto que a confiança, ela está lá, nunca duvides disso, fecharia os olhos se tu me garantisses que estarias a meu lado...mas o medo tem esse poder sobre mim, deixa-me tensa, quase que não me permite pensar, e sai sempre vitorioso ao enervar-me a pontos extremos. Contudo, eu sei que estás disposto a ouvir os meus desassossegos, e que te inquietas com eles também. É bom saber isso, muito bom...fica comigo, nunca me deixes.

74 comentários:

  1. Está lindo amor, sabes que eu acredito em vocês *.*

    ResponderEliminar
  2. Oh, que querida! Muito obrigada. Realmente, é verdade... Passa-se tanto cá dentro, que é difícil explicarmos a quem está de fora o que estamos a sentir.
    Quanto ao teu texto, está lindo, e identifico-me bastante com ele! Há quanto tempo estão juntos? <3

    ResponderEliminar
  3. Obrigada, meu doce, vou fazê-lo <3
    Espero que ele fique*

    ResponderEliminar
  4. ohhh que lindo (:
    ele não te vai deixaaar (:

    ResponderEliminar
  5. Obrigada :)
    Sorry, esse tipo de informação eu não revelo no blogger :)
    Beijinho, Stay Awesome*

    ResponderEliminar
  6. Quem ama fica!
    Gosto muito do teu blog vou seguir!!
    Beijinhos :p

    ResponderEliminar
  7. Normalmente vislumbro a lua, mas também gosto das estrelas!
    Posso ver que sim. Vai tudo correr bem.

    ResponderEliminar
  8. Ele ficará amor...
    Obrigada pela força que me tens dado <3

    ResponderEliminar
  9. É completamente normal sentir esse medo. Principalmente se já houve desilusões anterior. Mas há que acreditar no presente e deixar o passado para trás.. afinal de contas o passado é passado e o que interessa é o presente. Confia nele e não deixes que esse medo interfira no que vocês sentem um pelo outro.
    Segui*

    ResponderEliminar
  10. És cadete, não é? Nesse caso, não somos, de facto, do mesmo escalão :)
    Beijinho, Stay Awesome*

    ResponderEliminar
  11. Foi o escalão que mais gostei e onde mais aprendi :D

    ResponderEliminar
  12. espero nao ficar cega a esse ponto, coração...

    ResponderEliminar
  13. Não te preocupes de todo com isso! :) Tenho colegas de equipa minhas que pouco mais têm que uns míseros anos de basquetebol mas que agora são imprescindíveis. E não eram talentos naturais, posso-te garantir. Só que deram o corpo àquilo e pronto, são o que são. E quando entraram eram Juniores! Tens mais que tempo para seres uma expert :D

    ResponderEliminar
  14. Vais conseguir recuperar tudo, força querida!
    Beijinho, Stay Awesome*

    ResponderEliminar
  15. Pois não, não podes mesmo deixar que esse medo se apodere de ti.
    Obrigada por seguires*

    ResponderEliminar
  16. Eu sei, querida. Acredita que sim. E admito que ainda não ultrapassei esse medo completamente. Mas está a melhorar de dia para dia. Vai acontecer o mesmo contigo se te esforçares mesmo muito, muito, muito! Eu sei o que custa acreditar num "para sempre" ou num "vou cuidar de ti" depois de já nos terem prometido tantas coisas e não as terem cumprido. Não eles, mas amigos.. por exemplo.

    ResponderEliminar
  17. Eu aprendi a amar há dois anos. Não sofri desilusões amorosas. Mas há 3 anos eu deixei de conseguir confiar nas pessoas. Talvez um pouco mais cedo. Mas o que se passou há 3 anos foi mesmo a gota de água. Eu afastei-me de toda a gente e estive sozinha até ter encontrado amigos, no verdadeiro sentido da palavra. E custou imenso acreditar no que eles me diziam, e, por isso mesmo, custou imenso estabelecer uma relação com eles os dois. E demorou. Não foi só por perder pessoas importantes que, ainda hoje, tenho medo das promessas que me fazem. Foi também por coisas que me fizeram e que eu não estava mesmo nada à espera. Assim como tu, também eu tenho a certeza que é com as pessoas que estou que quero ficar para sempre, também não consigo imaginar a minha vida sem eles. Mas tenho vindo a aprender a lidar com este medo. Mas a verdade é que já lá vão quase 3 anos e ele ainda aqui está. Eu não consegui fazê-lo desaparecer depressa. Mas cada vez mais depressa esse medo tem vindo a diminuir. Pode ser que tu consigas.

    ResponderEliminar
  18. Eu entendo. Mas nunca fui muito de me apaixonar, assim como não fui muito de procurar amigos. Nunca senti assim tanta necessidade de estar acompanhada. E é por isso que digo que perdi poucas pessoas importantes.. apenas uma e outra perdi, mas já voltou. Foi a única que não consegui esquecer e ultrapassar. E foi bastante difícil ele conseguir aproximar-se de mim, mas conseguiu porque não desistiu. Em relação à outra, fui eu que desisti porque não tolero mentiras. Foi mais por ações das pessoas contra mim que esse medo cresceu. Mas cresceu imenso.
    Eu entendo o que sentes. Entendo bem, muito bem. Não quero voltar a estar sozinha.. não quero que as coisas mudem. Estão tão bem como estão. Embora só haja 3 pessoas por quem daria a vida, sem exagero. O meu namorado e dois amigos. Apenas isso. E mesmo assim é muito difícil acreditar num "para sempre", mas eu acredito.

    ResponderEliminar
  19. Mas olha? Eu sei que vais conseguir ultrapassar isso. E bem mais depressa do que eu. Conseguiste erguer a cabeça depois de tudo o que se passou com o outro, por isso.. não vai ser tão difícil passar por cima desse medo. Eu tenho a certeza disso. E eu acho que ainda não ultrapassei o meu porque o que me fizeram foi das coisas mais graves que podiam ter feito. Isso fez-me odiar todos, sem exceção. Por isso mesmo sei que vais conseguir e bem mais depressa do que eu. Como já disse, tens de te esforçar mesmo imenso! E à medida que o tempo passa, ele vai fazer com que acredites cada vez mais nele. Ele vai fazer-te ver que, tal como tu queres o bem dele, também ele quer o teu. E não te vai largar. Ele vai fazer-te acreditar num "para sempre". Além disso, não podes manter esse pensamente de que tens medo que as coisas estejam a ser boas demais. Deixa-te ir. Deixa que sejam. Não penses no que pode acontecer. Aproveita o que tens. E se acabar, se assim tiver de ser, sempre que quiseres chorar vai surgir um sorriso por saberes que valeu a pena e que estiveste feliz.
    "You can't start the next chapter of your life if you keep re-reading the last one." :)

    ResponderEliminar
  20. Texto mesmo lindo, adorei! Obrigada querida, também amei o teu blog e sigo :)

    ResponderEliminar
  21. Ainda hoje não consigo lidar completamente bem com o que aconteceu.
    Eu também nunca me entreguei de alma e coração às pessoas. Sempre mantive uma enorme distância das pessoas. De todas. Nunca fui capaz de me sujeitar às mágoas que elas me podiam causar. E ainda hoje é assim. Por isso é que foi muito difícil para ele se aproximar de mim. MUITO mesmo. E só o conseguiu porque não desistiu e porque me viciei na voz dele. Isso fez com que eu não passasse um único dia sem falar com ele, sem estar em chamada com ele, e claro que tínhamos de arranjar assunto. Fui descobrindo coisas dele e sabia mais o que ele sentia do que ele próprio. Ele dizia muitas vezes que gostava muito de mim/me amava e eu dizia de mês a mês até porque sempre tive medo de mostrar afetos. No início só dizia que gostava muito dele, não passava disso. E a primeira vez que disse que o amava foi há bem pouco tempo e ele passou-se porque parou no tempo, nem sabia o que dizer. Nem sequer conseguiu respirar. Foi tão fofinho! Ele sabe que quando dizia que gostava muito dele, sentia mesmo. E sei muito bem o que é manter uma relação à distância. É difícil, mas estou também a conseguir ultrapassar isso. Tal como tu.
    E vais ver que vais aprender a acreditar no "para sempre" dele. "Basta" que deixes que as coisas aconteçam como têm de acontecer e não podes pensar demasiado no passado. Não passa disso mesmo. Do passado. Vive o presente e aproveita o que tens agora. Não desperdices tempo a pensar no que vai acontecer amanhã.

    ResponderEliminar
  22. Há momentos que não dá mesmo para esquecer. E a primeira vez que lhe disse que o amava foi um deles. Assim como quando ele me disse indiretamente que me amava. Nós estavamos em chamada às 2h30m da manhã.
    Ele: Estás no pc?
    Eu: Não.. porquê?
    Ele: Deixa lá, então.
    Eu: Mas posso ir.
    Ele: Vai ao youtube e ouve Secondhand Serenade - Fall For You.
    E fez-me levantar da cama para ir ver isso. E foi.. espetacular a reação dele. Ele era tão transparente aos meus olhos. Não conseguia esconder nada. Eu sabia que ele me amava mas eu não sentia o mesmo. E quando perguntei "Estás apaixonado por mim, não estás?" tive medo de estar errada embora soubesse que não estava. Raramente me engano :p

    ResponderEliminar
  23. partir? como assim princesa? estar mais distante do blog ou em relação ao texto?

    ResponderEliminar
  24. Sim, mantenho. E não é nada fácil. É bastante difícil. O que custa mais é não poder sentí-lo. Nós nunca estivemos juntos e cada vez mais isso torna-se insuportável. E, sinceramente, não sei como é que consigo lidar com isto! Eu também não acreditava que pudesse haver algum tipo de relação à distância e agora acredito. A nossa amizade fez com que acreditasse. No início. Tento lidar com isso mas é mesmo muito difícil. Parece que está sempre tudo contra nós. Quando finalmente podemos estar juntos, há sempre algo que acontece que deita tudo por terra. É tão fustrante!
    Ohww, que fofinho! Ele foi mesmo muito fofinho! Houve uma vez que eu estava numa aula de inglês. E não estava a falar com ele por mensagens. No entanto uma "amiga" minha estava.. e ele mandou-lhe uma mensagem a dizer "If you see my girl tell her to go to the 'bathroom'.". A tal rapariga estava a tentar dizer-me o que ele disse, mas estava longe demais para conseguir perceber. Então ela mandou-me a mensagem e quando li percebi logo o que ele queria. E a minha "amiga" não tinha percebido. Pedi à stôra para ir à casa-de-banho e quando entrei ele ligou-me. E disse "Tinha saudades da tua voz.". Foi tão awesome. Depois eu disse que tinha de voltar para a aula e antes de eu chegar à sala, ele tinha mandado uma mensagem à outra rapariga a dizer "Look to her smile when she walk into the door.". E eu estava mesmo a sorrir, toda contente! Ele estava certo.. ela ficou tipo "Como é que sabias?! :o".

    ResponderEliminar
  25. Eu vivo em Lisboa e ele em Portimão, todos os verões vou para lá, e este não foi excepção, eu apenas o conhecia desde março mais ou menos, mas apenas pela internet e apesar disso eramos muito amigos, e quando eu fui de férias para lá, conheci-o e passei duas semanas com ele, e tornámos-nos bastante próximos, éramos muito unidos e tínhamos uma ligação bastante forte, como nunca tive com ninguém antes, entretanto eu tive que voltar para Lisboa .. e isso estragou tudo :c

    ResponderEliminar
  26. 4 Novembro. Namoramos pouco tempo, mas já nos amávamos há algum. Eu e ele conhecemo-nos aqui no blog e começamos a falar dia 1 de Abril. E acho que foi por isso que decidimos criar um blog para os textos que escrevemos. Eu dirijo-os a ele e ele a mim. É algo simbólico.
    Vocês têm um pouco mais de sorte do que nós! Mas não vamos desistir de nada só porque temos a distância como obstáculo. O pior já passou, acho eu. E as saudades são IMENSAS! Não dá para imaginar. Ele sempre soube fazer-me sorrir melhor do que ninguém. E eu tive de me habituar a dormir 3/4h por noite por causa do que se passou há 3 anos. Tinha/tenho pesadelos todas as noites mas isso tem atenuado. E nós deixamos em chamada quando vamos dormir. Dormimos "juntos", vá. E quando tenho pesadelos ligo-lhe e ele consegue fazer com que eu consiga voltar a adormecer. E viceversa.
    Obrigada por TUDO o que disseste. Eu também admiro imenso a relação que vocês estabelecem c:

    ResponderEliminar
  27. nós não tínhamos nenhuma relação para além de amigos, grandes amigos, e eu nem consigo entender o porquê disto, ele adorava-me antes de me conhecer pessoalmente, estava sempre lá para mim, não aguentava estar sem falar comigo, e depois, eu fui lá, e voltei, e ele deixa-me, assim do nada!

    ResponderEliminar
  28. não, eu tentei resolver as coisas tantas vezes, e ele dizia que ia ficar tudo bem, mas nunca ficava, ele só se afastava ainda mais, até que me deixou de falar totalmente, e à meses que não sei nada dele..

    ResponderEliminar
  29. É verdade. Estás mais próxima dele, comparando comigo. E embora seja pouco tempo, é melhor que nada. Mas as saudades são imensas na mesma. E é perfeitamente normal.
    E nem fales em ciúmes! Ele é TÃO ciumento! Às vezes brinca quando me ouve a falar com rapazes, da minha turma por exemplo. Uma vez perguntei onde íamos ter física e ele ouviu e disse "É, é! Só falas com rapazes! Hás-de cá vir, hás-de.". Aí nota-se que está a brincar mas há alturas em que é "impossível" aturá-lo! Mas eu percebo e não me chateio com ele. Ele depois acaba por pedir desculpa. E eu acredito em nós mais do que em outra coisa qualquer, podes crer.
    E fico contente por estar a fazer-te bem falar comigo c:

    ResponderEliminar
  30. está lindo, lindo, lindo! já te disse que adoro a tua escrita?

    ResponderEliminar
  31. Amar também é dar confiança ao outro, para que combata os medos que o inquietam ;)

    ResponderEliminar
  32. Oh, muito muito obrigada querida :)
    Também gostei do teu.
    Por momentos pensei que fosses uma amiga minha mas quando li o sobre mim, vi que não. Apenas têm o mesmo nome xD

    ResponderEliminar
  33. Pois é. Mas ainda bem que não és. Porque eu tento ao máximo manter o meu blog anónimo para as pessoas que conheço xD

    ResponderEliminar
  34. Obrigada, espero conseguir concretizar o ''projecto'' e não te desiludir!
    Beijinhos xx

    ResponderEliminar
  35. Por essa e por muitas outras razões, eu não dou o contacto dele a ninguém que esteja comigo todos os dias. Não sou daquelas pessoas que toda a gente gostas, muito pelo contrário. E sei que fariam qualquer coisa para me deitar abaixo. Por muito que ele confie em mim, à medida que o tempo passa ao ouvir-se coisas dessas, é difícil controlar o quanto confiamos. A única pessoa que me conhecia e que falava com ele acabou por estragar o que tínhamos.. e não digo que não foi de propósito. Mas voltou a estar tudo bem. Aliás, ela só conseguiu que as coisas ficassem aindam melhor, ups. Eu sei o que isso é, mas os meus "ciúmes" são mais dirigidos a todas as pessoas que podem estar com ele todos os dias enquanto que eu não posso fazer isso.
    Uma coisa que aprendi é que se não fosse mesmo amor, não nos sujeitavamos a tudo isto.. a aceitar uma distância tão grande entre nós. Requer muita mais confiança. Por isso, não precisas de te preocupar com essas amigas dele.

    ResponderEliminar

  36. bem eu sou uma chata e vocês são uns amores.
    Mas desta vez e para tentar dar uma prenda ao meu namorado "maquina fotografica"
    porque eu nao tenho dinheiro para lhe comprar entao decidi participar em concursos.

    votem em mim e ajudem-me:
    https://apps.facebook.com/contestshq/contests/305375/voteable_entries/63427933


    votem em mim e ajudem-me:
    "gosto" na pagina
    e de seguida na NALA

    https://www.facebook.com/noticiasmagazine?v=app_375145079243759&app_data=entry_id%3D15808427%26gaReferrerOverride%3Dhttps%253A%252F%252Fwww.facebook.com%252F

    agradeço-vos imenso :)
    beijinhos

    e se poderes partilha anuncia, prometo quando vocês precisarem de mim eu estou aqui

    ResponderEliminar
  37. eu conheço alguns amigos dele, mas não tenho muita 'confiança' com eles, entendes? por isso nem lhes perguntei nada :\

    ResponderEliminar
  38. Muito obrigada querida (:
    Sim, um pouco apaixonado ;$ Mas a verdade é que é assim que me sinto ;$ (:

    ResponderEliminar
  39. oh, exatamente! fico muito feliz que estejam juntos agora! <3

    ResponderEliminar
  40. talvez o faça .. mas o que ele poderá dizer, assusta-me muito.

    ResponderEliminar
  41. o problema é que à meses eu perguntei, e as respostas que obtive não tiveram o mínimo de sentido!

    ResponderEliminar
  42. eu perguntava-lhe "o que se passa? porque mudas-te?" e ele "nada, só ando cansado" só sabia dizer isso, sempre!

    ResponderEliminar
  43. talvez .. mas eu não sei o quê, ele pode dizer as vezes que quiser que foi o problema de não conseguir lidar com a distância, eu não vou acreditar!

    ResponderEliminar
  44. Eu sei PERFEITAMENTE o que isso é, no entanto não consigo mostrar isso. Não consigo mostrar os ciúmes que sinto. Talvez porque não são assim tão fortes, mas pronto. Nunca soube mostrar o que sinto. Só quando estou muito chateada.. oops. Eu ODEIO o facto de todos poderem estar com ele, menos eu!

    ResponderEliminar
  45. Espero o melhor para nós as duas querida!

    ResponderEliminar
  46. Muito obrigada, minha linda! E é mesmo, sem dúvida, o amor a melhor coisa da vida! <3

    ResponderEliminar
  47. É exactamente isso. O que escrevo são coisas que apenas digo a mim mesma. Que na maior parte das vezes não tenho coragem de dizer a ninguém. Então não quero que quem me conhece saiba que tenho um blog. Só os meus melhores amigos sabem, mas é raro verem porque não são bloggers.

    ResponderEliminar
  48. vi aquela frase por aí algures na net e senti necessidade de partilhar :)

    ResponderEliminar
  49. só não queria ter perdido a amizade ele, por causa disso..

    ResponderEliminar
  50. Pois. É o nosso cantinho, são as nossas confidências, os desabafos mais íntimos...

    ResponderEliminar
  51. Eu sei bem que sim, mas é nada comparado ao que sentimos.. por isso, apesar de ser uma coisa que talvez vá piorando com o tempo, nós conseguimos ultrapassar. O amor é mais forte do que a distância c:

    ResponderEliminar
  52. Ola Catarina!! Gostava de te mostrar o meu blog, podes visitar-me em:

    wearasmile-lt.blogspot.pt

    Obrigada!! :)

    ResponderEliminar
  53. Muito obrigada pelo apoio!
    Boa passagem de ano!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  54. E nós só queremos é pessoas que nos compreendem e que deem o seu apoio. Não que venham para aqui criticar e espalhar as nossa coisas.

    ResponderEliminar